Todos os direitos reservados - WWW.EUQUEROAJUDAR.NET

e-mail: contato@euqueroajudar.net

Tudo Posso Naquele Que Me Fortalece.

"Eu realmente estou cansada do pensamento e das atitudes imundas que o homem vem tomando, acho que podemos mudar o pensamento de muitos e ajudar o caminho daqueles que andam meio perdido na escuridão... 
Precisamos ajudar."

 

                                                                   Karina Bandeiras


 

Eu quero AJUDAR: Animais, Asilos, Orfanatos, Ongs, hospitais, nescecitados, pobres, carentes, Suipa...

Eu Quero Ajudar

Eu Quero Ajudar

Links Uteis

Links Uteis

Exames para população

 de baixa renda RJ

Escute o Hino do EU QUERO AJUDAR E REFLITA!

Parceiros

Dica

 

Para buscar palavras  em qualquer site, aperte duas teclas juntas:

 

"Ctrl" e "F"

 

e escreva a palavra que procura!

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Coloque sua

empresa aqui

Em breve todo Brasil

Atualizado Sexta-feira, 15/07/2016, às 01:15h

VOCÊ  ACHA  QUE  TEM  PROBLEMAS?  OLHE   ESSAS   FOTOS   E   REFLITA  -  AJUDE    QUEM    REALMENTE    PRECISA

NÃO JOGUE SEU DINHEIRO FORA, NÃO FAÇA DOAÇÕES PARA PROGRAMAS DE TELIVISÃO, RÁDIO...

VÁ DIRETO A UMA INSTITUÍÇÃO PERTO DE VOCÊ!

Até quando o Mau ficará no poder?

Quando teremos um lider que defenda a natureza? 

 

 ASSISTA ESTE VÍDEO VALE A PENA MESMO! PALAVRAS SABIAS DE EDUARDO GALEANO falando sobre isso!

Nome

Email

Comentário, Dicas, Criticas, Desabafo...

Comente não é obrigatório se identificar!

Autorizo mostrar meu comentário neste site.

"O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons."

(Martin Luther King)

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

ESTE PENSAMENTO É ANTIGO, MAS MUITO APROPRIADO NO MOMENTO POLÍTICO EM QUE VIVEMOS ATUALMENTE.

 

O PENSAMENTO ABAIXO FOI ESCRITO POR ADRIAN ROGERS, NO ANO DE 1931!


"É impossível levar o pobre à prosperidade através de legislações que punem os ricos pela prosperidade.


Por cada pessoa que recebe sem trabalhar, outra  pessoa deve trabalhar sem receber.

           

O governo não pode dar para alguém aquilo que não tira de outro alguém.


Quando metade da população entende a idéia de que não precisa trabalhar, pois a  outra metade da população irá sustentá-la, e quando esta outra metade entende  que não vale mais a pena trabalhar para sustentar a primeira metade, então chegamos ao começo do fim de uma nação."

Pensamento de 1931!!!

O que está acontecendo com o Mundo?

"Aqueles que destroem nosso Planeta, aqueles que maltratam crianças, aqueles que usam o dinheiro para seu bel-prazer, aqueles que não dão a mínima importância aos mais necessitados, esses sim são os verdadeiros miseráveis da vida, pois não sabem o que fazem, não percebem que a vida é evolução espiritual e que em breve tempo estarão passando pela transição e será tarde demais para refazer uma vida não vivida. A reflexão é AGORA, NESTE MOMENTO."

 

                                                                    José Arnaldo Cavalcanti Silva


 

Comentários

"Parabéns ao site, suas reflexões nos auxiliam em nossas escolhas, principalmente quando expõe com transparência muitas realidades. Parabéns! Gratidão!"

 

                                                                   Kaanda Ananda


 

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .